Pessoas altamente sensíveis X Mundo do trabalho

Eu brinco que se não for para empreender com o coração, é melhor nem sair de casa!


MAS, precisamos lembrar que esse lema não é para todo mundo...


Bom, eu não sei se você estava acompanhando antes, mas neste mês de fevereiro eu estou trabalhando o tema das pessoas altamente sensíveis, uma categoria de pessoas que abarca mais ou menos um quarto da população mundial, e que tem indivíduos com uma capacidade de processamento das informações bem maior, e é exatamente por isso que dizemos que elas são mais sensíveis.


No último texto que publiquei lá no blog, e também no último vídeo que você encontra no Igtv, eu expliquei mais detalhes sobre as características dessas pessoas. Hoje eu quero falar como ter essas características pode influenciar o seu jeito de empreender ou trabalhar em geral.


Para situar os novatos nessa leitura, vou recapitular com vocês algumas das principais características das pessoas altamente sensíveis:

1- Percebem mais os estímulos do ambiente que as outras pessoas,

2- Possuem um alto processamento cerebral das percepções corporais e emocionais,

3- Ficam extremamente incomodadas e cansadas quando são expostas muitos estímulos ambientais ou psicológicos ,

4- Entra em estado de alerta, estresse de forma muito aguda, mediante exposição a estímulos de maneira intensa ou repetitiva,

5- Tem uma tendência maior a sentirem depressão e ansiedade,

6- Não conseguem distinguir os estímulos ambientais desagradáveis, dos próprios pensamentos e sentimentos,

7- Percebem as pessoas de uma maneira diferente com uma empatia natural, etc...

Acho que deu para perceber então, que a gente vê muito mais coisas no mundo do que a maioria das outras pessoas que não possuem a mesma capacidade de sensibilidade.


E é aí que os seus problemas no trabalho podem começar de maneira TRÁGICA!


Para ilustrar essa situação, vou trazer a história que aconteceu consultório outro dia: meu cliente x relatou que estava muito chateado com seu chefe, achou um absurdo a falta de sensibilidade dele ao fazer um apontamento negativo sobre o seu colega de maneira pública, e trouxe essa situação com tanta intensidade para nossa conversa que eu fiquei achando até que ele estava envolvido na bronca! Mas na verdade ele só estava extremamente abalado, pois havia sentido a bronca como se fosse nele mesmo. E para deixar a situação um pouco mais complicada, ele se queixava muito que seu chefe fazia isso constantemente... Era como se o chefe não tivesse a menor capacidade de perceber as emoções e os sentimentos dos seus colaboradores....


Mas o ponto que não quer calar dessa história é o seguinte: meu cliente por ser uma pessoa altamente sensível, que ainda não está treinada para conseguir diferenciar o que é seu, emocionalmente, daquilo que é do outro, entrou no sofrimento enorme!!

Provavelmente esse chefe sequer foi capaz de perceber a situação. Sabemos que 75% das pessoas não tem essa sensibilidade toda, e dessas 40% tem baixa sensibilidade!!! Aprender isso pode diminuir o sofrimento de pessoas que são sensíveis dessa forma.

Para e pensa comigo: será que você já não viveu uma cena bem parecida? Eu falo por mim e já passei praticamente a minha infância, adolescência e idade adulta inteira sofrendo com situações parecidas com essas.

Posto isso, espero que fique claro que as pessoas altamente sensíveis também são mais afetadas no seus relacionamentos profissionais, e também vão ter bastante dificuldade de lidar com críticas, agressões ou piadinhas sem graça.


Literalmente Tudo dói mais na gente!! E sabe o que é pior?


Não tem como cancelar as portas da percepção! Por que mesmo que você se enfiasse debaixo d'água, você processaria o barulho da sua respiração e o barulho do seu coração batendo com mais intensidade.


Eu sei que dá vontade de sair do ambiente, evitando assim esses conflitos desnecessários, temos o desejo de nos isolarmos, e isso é realmente um descanso para nossa cabeça. Mas a vida REAL é cheia de momentos em que você não vai poder simplesmente sair correndo e se esconder atrás do sofá, da webcam ou estar na "solidão acompanhada" de um café com jardim. Vamos ter que encarar a realidade, aprender a separar o joio do trigo, e nunca mais misturar nosso sofrimento perceptivo, como as intenções das pessoas, julgando-as de BOAS ou MÁS, de acordo com a nossa sensibilidade.


Afinal de contas, como já entendemos, nosso filtro é mais sensível mas as pessoas não necessariamente vão agir pensando no nosso filtro o tempo todo e sendo cuidadosas.....

Então, se não tem para onde fugir, precisamos urgentemente aprender a treinar a maneira com que vamos reagir a esses sentimentos que nos inundam, precisamos:


ENGROSSAR A NOSSA CASQUINHA!! Isso significa que vamos ter que aprender a selecionar os estímulos que vamos priorizar na nossa vida...


Não é sempre que o seu colega de escritório está sendo babaca com você, às vezes ele realmente só quis fazer uma brincadeira e se divertir incluindo você.


Às vezes o seu chefe não está sendo escroto com você - está somente com pressa, sendo objetivo porque o prazo está acabando e você não entregou seu trampo...


E claro: o seu vizinho que tá fazendo obra não é obrigado saber da nossa hipersensibilidade e de todas as vezes que nos irritamos com a britadeira e as marteladas. Risos...

E assim, ou a gente aprende isso ou então, VAMOS PASSAR MUITA RAIVA MINHA GENTE... E eu não quero você mais irritado do que ser brasileiro já nos proporciona não é mesmo?


Eu não poderia deixar de citar nessa reflexão o segundo maior problema que nós passamos no trabalho: começamos a sentir medo do chefe, dos clientes, dos colegas, entramos num buraco emocional!


Já entramos nas relações criando a terrível suposição de que o outro DEVERIA ser tão sensível quanto nós somos. E essa é a receita para o sofrimento na certa...


Por essa tendência de comportamento, pessoas hipersensíveis passam por situações extremamente desagradáveis no seu papel profissional. Essa é uma pequena lista do que pode acontecer com quem não se não trabalhar de forma séria na terapia:


* Terão baixa autoestima,

* Se isolarão socialmente,

* Se tornarão extremamente perfeccionistas,

* Deixarão de ganhar dinheiro,

*Não conseguirão validar a qualidade do próprio trabalho,


e várias outras situações desagradáveis, a gente não desenvolve,nos sentimos empacados na vida!


POR TUDO ISSO QUE FALEI QUERO FAZER UM COMBINADO COM VOCÊ QUE ESTÁ LENDO ISSO:


VAMOS APRENDER A LIDAR COM NOSSA CONDIÇÃO COM MAIS ATENÇÃO?


Aprenda a observar-se e observar a situação com mais isenção emocional, antes de sofrer??

Vamos aprender a pensar mais antes de se afogar??


Aprender a ter referenciais do que é "falta de sensibilidade dos outros" ou o que é exagero mesmo da sua parte??


Eu posso te ajudar enquanto terapeuta clínica online, e se esse texto mexeu com você, eu realmente espero que me procure.


Vou deixar um link aqui direto para a página do site em que você vai poder realizar o seu agendamento.

Não quero mais você se sentido um lixo! OK? Vamos juntos, aprender a ver valor na nossa alta capacidade de sensibilidade?


AGENDE AGORA SEU HORÁRIO COMIGO






Posts recentes

Ver tudo