“Eu só corro e minha vida é uma eterna lista de tarefas não realizadas no meu trabalho...”

O problema de você sentir que:


“Eu só corro e minha vida é uma eterna lista de tarefas não realizadas no meu trabalho...”


Não é culpa sua, o culpado por isso tem nome, sobrenome e hoje eu vou te contar o safado que faz da sua vida um inferno, com uma sensação interminável de “eu não vou conseguir”.

Para entender quem é essa criatura, precisamos dar uma voltinha rápida, sair da psicologia, e entender um pouco sobre economia no mundo.


“Em 2100, muito provavelmente, seremos mais de 10 bilhões de pessoas. Se caminharmos para esse futuro continuando a nos imaginar, comportar e justificar como HOMO ECONOMICUS – solitários, calculistas, competitivos e insaciáveis -, então teremos poucas chances de satisfazer os direitos humanos de todos na medida dos meios de nosso planeta vivo.” (Fonte Livro Economia Donut)

Esse miserável do HOMO ECONOMICUS foi criado por Adam Smith e definido como o modelo de homem de negócios de sucesso lá no início do capitalismo como o conhecemos. Essa criatura egoísta, que quer “ter vantagem”, que precisa lucrar a todo custo, e que vê o enriquecimento próprio como sentido da vida, essa ganância pelo poder e esse desejo de subjugar o outro, são muitas vezes compreendidos como sinônimo de “donos de empresas” ou empresários.


Esse “cara” acreditava que as empresas eram como máquinas, em que os resultados, o dinheiro, o poder eram mais importantes que as pessoas, e que o trabalho que ele dava às pessoas era uma bênção. Fruto da liberdade burguesa, já que antes elas seriam escravas dos monarcas, ocupando o tempo com atividades e não ganhando nada por isso. E de lá pra cá, nós inserimos esse conceito literalmente dentro das nossas cabeças, como o único e melhor jeito de trabalhar, empreender e ter sucesso.


Eu não sei você, mas EU DEFINITIVAMENTE não me vejo como empresária com esses valores.


Sempre que vendo meu trabalho, enquanto psicóloga, mentora, ou professora, o meu objetivo sempre é viver o processo de desenvolvimento com meu cliente, o “durante” é o que me motiva e encanta. O prestígio, lucro e poder são consequências de um trabalho primoroso e bem feito. O trabalho pra mim é algo nobre, que dignifica o homem, que lhe traz sentido e significado de vida. E portanto, algo completamente distinto do HOMO ECONOMICUS.


MAS PORQUE SUA VIDA É IMPACTADA POR ESSE “CARA”, JÁ QUE VOCÊ PROVAVELMENTE PENSA SEU TRABALHO DE UMA FORMA PARECIDA COM A MINHA?


Fácil – porque toda as teorias de administração de empresas foram criadas compreendendo as empresas enquanto sistemas mecânicos, simples e fechados desde o século 18. Foi só agora, da década de 70 para cá que alguns “corajosos” começaram a repensar esse modelo, provando através da ciência que existem outras formas de se administrar os negócios.


E mais recentemente, dos anos 2015 para cá, muitos autores estão afirmando que sua empresa precisa pensar de forma mais sustentável, saudável e priorizando a saúde das pessoas (isso inclui a sua) e do planeta – porque senão, não existem mais condições de um empresário que não esteja disposto a CUIDAR – das pessoas, do seu resíduo, do seu impacto social, político e psicológico.


Resumindo:


Lógica de gestão do HOMO ECONOMICUS: resultado > processos > pessoas

Como precisa ser com EMPREENDEDORES REGENERATIVOS: pessoas > processos > resultado


Ou seja, VOCÊ NÃO PRECISA FICAR DOENTE PARA SE ENCAIXAR NUM SISTEMA DOENTE.


Você não precisa resolver tudo de forma solo, divida o fardo, busque ajuda, se conecte com gente que deseja um mundo mais saudável e mude a vibração de seus pensamentos. Quem anda com gente inspiradora, consegue ter exemplos melhores, quem anda acompanhado de boas pessoas, não se sente sozinho.


E é exatamente nesse intuito de criar sistemas de gestão, de planejamento estratégico e de formas de trabalhar menos adoecedoras que se trata o modo HUMANIZADO de empreender.

Vamos nesse mês de Março explorar pensamentos que levem você a trazer mais da sua IDENTIDADE e do seu DESEJO DE CUIDAR ao planeta, e vamos explorar possibilidades e modos de fazer isso de forma autêntica, respeitosa, saudável e claro sustentável.


Traduzindo, dá pra viver e trabalhar com saúde, respeitando sua vida, seu tempo, seus papéis na vida (trabalho, família, amigos, etc) e seus objetivos pessoais e profissionais – de grana, prestígio, realizações, reconhecimento, etc...


E só pra dar SPOILERS dá pra perceber que precisamos de :

+ cuidar e – controlar;

+ amar e – cobrar;

+ trocar e – jogar fora;

+ ser e – ter;

+ viver e – acumular.


E isso está longe de ser um pensamento “COMUNISTA”, e está mais próximo de um olhar maduro, integrativo, responsável e atento de ser um cidadão do mundo em 2021.


Vamos juntos repensar a maneira de pensar o trabalho, de cuidar de sua rotina e de repensar seu lugar no mundo? BORA! O mundo precisa de você!




  • Instagram
  • YouTube

© 2021 por Patrícia Grilli.