Empreendedor altamente sensível - você é um deles?

"Ninguém nunca lhe falou sobre isso, nem me explicou como viver com a percepção demasiadamente aguçada. Ruídos a levavam à beira da loucura; perfumes lhe provocavam sensação de desmaio; muitas pessoas ao seu redor a estressava tanto que nem sequer conseguia percebê-las. O estado emocional de outra pessoa a afetava intensamente, capturava os sentimentos e emoções alheia e os retia..."

Esch,Marie; Salles,Eliane. Vivendo à flor da pele (Locais do Kindle 107-108). Matrix. Edição do Kindle.


Todas as pessoas sentem e percebem o mundo, mas hoje eu vou explicar para você quem são e como agem as pessoas altamente sensíveis (PAS). Essas pessoas literalmente vivem à flor da pele, funcionam diferente das demais, tendo muito mais sensibilidade no processamento cognitivo de suas sensações, emoções e sentimentos.


Sabe-se que 15 a 20% da população mundial, homens e mulheres, são PAS. Pesquisas apontam que é um traço hereditário que se manifesta de diferentes formas, mas a principal delas é que enquanto a maioria das pessoas sequer IDENTIFICOU algum estímulo no ambiente (som, cheiro, tensão, etc) as PAS já estão com os seus sensores GRITANDO SOCORRO.


Para a ciência as PAS têm o sistema nervoso mais sensível aos estímulos, mesmo os mais sutis e imperceptíveis para as outras pessoas. Não significa que essas pessoas têm super poderes, Mas que o cérebro delas processa esses estímulos uma intensidade mais alta, o que pode trazer stress, irritação, raiva ou medo. Por exemplo: o volume de uma música pode incomodar qualquer um, mas com certeza vai incomodar aos ouvidos de uma pessoa altamente sensível antes das demais. De fato o limiar a tolerância ao estímulo são diferentes.


Uma outra habilidade dessas pessoas é ser sensível às outras pessoas. Normalmente as pessoas altamente sensíveis, conseguem perceber rapidamente o que acontece ao seu redor, incluindo as outras pessoas, suas emoções e seus sentimentos. Muitas vezes sendo capazes de identificar sinais não ditos pelas pessoas.


Isso significa que ser uma pessoa altamente sensível, exige de você a capacidade de separar o que é seu do que é do outro. Não dá para sofrer junto do outro o tempo todo. É preciso desenvolver uma espécie de "frieza", uma barreira protetora para que você não sucumba à tanta estimulação.


Não preciso nem dizer que o excesso de redes sociais pode ser um verdadeiro suplício para essas pessoas, assim como televisão, jornais e demais notícias, coloque limites para ter uma vida mais tranquila.


Continuando, de cada 10 pessoas com essa característica, 7 são introspectivas. É comum pessoas com essa característica serem confundidas com tímidas, esnobes ou mal educadas, na verdade só precisam ficar sozinhas para descansar a cabeça do mundo (literalmente).


Porém existe a parcela extremamente extrovertida, no caso as 3 pessoas restantes, geralmente percebidas como invasivas, carentes ou tagarelas. Nesse caso, a presença do outro é melhor tolerada, mas ainda assim, elas precisam ficar sozinhas para processarem os estímulos melhor.


Agora vou explicar o efeito que essa característica traz para você que trabalha nesse mundo, quais dificuldades você pode sentir e como lidar melhor com toda essa realidade.

Na cultura em que vivemos que valoriza a força, competição, e o sucesso a todo custo, passando por cima de tudo e todos, ser uma pessoa altamente sensível não é tarefa fácil.


Com certeza essas pessoas já ouviram coisas como "Nossa como você é mole", "caramba você é muito melindroso", "ai credo é exagerada demais", "caramba com você não pode brincar?" E uma infinidade de outras falas irritantes...Além de ser extremamente desagradável ouvir esse tipo de comentário, o ambiente de trabalho pode ser extremamente hostil para qualquer pessoa, mas as pessoas altamente sensíveis sofrem dobrado. Sofrem por ouvir, sofrem por ver outros sofrendo e querem resolver esse ambiente.


Agora uma coisa é fato: nos dias de hoje essa sensibilidade está sendo pela primeira vez valorizada pelas empresas que possuem uma cultura organizacional mais evoluída. Afinal a sensibilidade aflorada faz com que os PAS sejam ótimos observadores, ótimos artistas, ótimos conselheiros, etc... Ou seja independente da sua área de atuação você pode contribuir humanizando seu ambiente de trabalho.


Se você é um empreendedor existem lados positivos e negativos. O maior ponto positivo é sua alta habilidade de se colocar no lugar do seu cliente, ou seja ter empatia é natural para você. Com isso você gera relacionamentos com mais confiança, o que garante mais respeito e segurança dos clientes, facilitando a retenção dos mesmos no seu serviço ou produto, e nos dias de hoje sabemos que essa habilidade é essencial para qualquer empreendedor.


Por outro lado, você pode levar muito calotes, pode não ser levado a sério, pode se auto sabotar e duvidar da própria capacidade de cuidar desse empreendimento. Conheço ótimos profissionais que não acreditam em si mesmos, e não crescem como poderiam por esse motivo. (Eu mesma me vejo assim várias vezes...)


Espero que com esse texto você possa ter servido para lhe introduzir ao assunto, a intenção não foi esgotar todas as possibilidades. Ao longo desse mês de Fevereiro de 2021, trarei outras reflexões sobre a temática, explorando com mais profundidade os aspectos :


1- Como identificar que você é uma pessoa altamente sensível,


2- Como funciona a vida de uma pessoa altamente sensível,


3- Atitudes diferentes que podem trazer resultados melhores para sua vida.

Eu aguardo você nos outros textos, mas por hora, me conta: você acha que é uma pessoa altamente sensível?


Conhece alguém que seja assim?


Já tinha pensado sobre esse assunto antes?


Me responde, me conta sua história com isso, vou amar saber.


Beijos, e até semana que vem!